Conecte-se conosco

Notícias de Rondônia

Índia de 10 Anos é Internada na UTI com Sinais de Violência Sexual

Uma índia de 10 anos está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Ariquemes (RO), com sinais de agressão física e violência sexual. Ela deu entrada no Hospital Regional (HR) de Vilhena (RO) na sexta-feira (19) em estado grave e precisou ser entubada e transferida de avião até Ariquemes. A criança é de uma aldeia […]

Publicados

em

Uma índia de 10 anos está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Ariquemes (RO), com sinais de agressão física e violência sexual. Ela deu entrada no Hospital Regional (HR) de Vilhena (RO) na sexta-feira (19) em estado grave e precisou ser entubada e transferida de avião até Ariquemes. A criança é de uma aldeia de Comodoro (MT) e o caso é investigado pela Polícia Civil.

Depois que a menina deu entrada no HR de Vilhena, a equipe médica chamou a Polícia Militar (PM). De acordo com informações policiais, a mãe relatou que a criança saiu na companhia de dois tios, no fim da tarde da quinta-feira (18). Eles teriam levado a sobrinha para o mato, segundo a mãe.

Na sexta-feira (19), a criança foi encontrada por volta das 12h por outro familiar. Ela estava exposta ao sol, inconsciente, com queimaduras de segundo grau pelo corpo, desidratada, febril, com dificuldades de respirar e sem roupas.

A equipe médica também constatou que havia lesões na genitália da menina. O caso foi registrado pela PM e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. “De imediato, comunicamos o IML [Instituto Médico Legal] e o médico legista fez o exame de corpo de delito, para verificar essa suspeita de violência sexual”, explicou o delegado regional de Vilhena, Fábio Campos.

O resultado do laudo deve ser emitido nos próximos dias e, segundo Campos, será encaminhado para Comodoro, que deve investigar o caso, haja vista que o crime aconteceu na cidade mato-grossense.

Índia de 10 Anos é Internada na UTI com Sinais de Violência Sexual

Ao entrar em contato com a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) em Comodoro, foi perguntado se o crime avia acontecido na própria aldeia, se os tios da criança também são indígenas e se eles foram presos. A fundação afirmou que está tomando as providências necessárias e que não iria se pronunciar sobre o assunto.

A reportagem também telefonou para a FUNAI em Cuiabá (MT), mas a coordenação regional disse que não poderia dar detalhes, pois ainda não recebeu o processo com as informações sobre o caso.

Segundo a coordenação, após o recebimento, os documentos serão enviados para o departamento jurídico da fundação.

O HR informou que a criança foi entubada e transferida de avião, em estado grave, na tarde de sábado (20) para Ariquemes.

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), em Vilhena, informou na quarta-feira (24) que a indígena continua na UTI pediátrica de Ariquemes, mas não está mais entubada. A criança está acompanhada pela mãe. Segundo a secretaria, houve melhoras no estado de saúde da menina. Ela deve ser transferida para Porto Velho, mas a data ainda não foi definida.

G1 > Editado por Divulga RO