Conecte-se conosco

Notícias de Rondônia

Irmãos Atropelados por Caminhão Morreram no Dia do Aniversário do Pai

Os dois irmãos atropelados por um caminhão em Cacoal (RO), na última quinta-feira (15), morreram exatamente no dia do aniversário do pai, o pedreiro Levi Barreiro de Jesus, de 35 anos. Em entrevista, durante o velório nesta sexta (16), Levi diz que era pai biológico da menina de 2 anos e era padastro […]

Publicados

em

Os dois irmãos atropelados por um caminhão em Cacoal (RO), na última quinta-feira (15), morreram exatamente no dia do aniversário do pai, o pedreiro Levi Barreiro de Jesus, de 35 anos. Em entrevista, durante o velório nesta sexta (16), Levi diz que era pai biológico da menina de 2 anos e era padastro do garoto de 14 anos, o qual ele tratava como filho. Ainda abalado com a tragédia, Levi diz que a data do aniversário nunca mais será comemorada por ele.

No mesmo dia em que meus filhos morreram eu estava completando 35 anos. Este foi o presente de aniversário que esse motorista me deu”, disse chorando o pai.

Para Levi, a pior cena da vida dele foi ver os dois filhos debaixo do caminhão baú, que no momento do acidente dava marcha à ré.

Ao chegar no local, senti a pior sensação da minha vida. Vi meus filhos caídos no chão e não pude fazer mais nada. Eu crio meu enteado desde que tinha 8 anos. Ele e minha filha eram tudo o que eu tinha na vida. Era muito bonito ver o carinho que o meu enteado tinha pela irmã. Ninguém podia falar nada dela que ele já a defendia. Eles se amavam muito”, relembra o pai.

Sobre o motorista do caminhão-baú, o pai diz não ter nenhum tipo de sentimento, mas acredita que o acidente poderia ter sido evitado com um pouco de atenção.

O motorista foi negligente. Pegou meus filhos praticamente no mato. Eles não estavam no meio da rua. Essa tragédia toda foi por falta de atenção desse motorista”, lamentou o pedreiro.

Irmãos Atropelados por Caminhão Morreram no Dia do Aniversário do Pai

A técnica de enfermagem Adelaine Lana é moradora do Bairro São Marcos, local onde o acidente ocorreu. Ela foi chamada para tentar prestar socorro às crianças, mas conta que quando chegou já não conseguiu sentir sinais vitais nas vítimas. Adelaine também teve contato com o motorista do caminhão-baú, que atingiu os dois irmãos.

Quando cheguei no local o motorista do caminhão e o ajudante estavam tremendo muito e transtornados com a situação. Como as pessoas estavam começando a se aglomerar, sugerimos que eles fossem para dentro da padaria, para evitar fossem agredidos. Eles foram e o comércio fechou as portas para que eles ficassem seguros, lá dentro”, contou a Lana.

Suporte Emocional

Após ficar sabendo da morte dos filhos, a família recebeu suporte da tenente psicologa Márcia Nascimento, que foi à residência dos pais oferecer ajuda e orientações.

Nosso suporte na realidade é voltado para os policiais militares, porém nesse caso ficamos sensibilizados e fomos atender a família. A mãe estava desesperada. Nosso trabalho foi evitar que voltasse a cena do acidente e tivesse contato novamente com os corpos dos filhos. Também nos colocamos a disposição caso precisem de algum acompanhamento futuro”, contou Márcia.

O enterro das crianças ocorreu na tarde desta sexta-feira no cemitério da Saudade, em Cacoal.

G1 > Editado por Divulga RO